Jovem Parceiro – site de Futebol Amador e Profissional

NOTÍCIAS GERAIS, PROGNÓSTICOS, PALPITES E ONDE ASSISTIR OS PRINCIPAIS JOGOS DE FUTEBOL

Agepen promove ações inclusivas de respeito à diversidade em unidades prisionais de MS – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Dentro das políticas de inclusão e respeito à diversidade desenvolvidas pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), unidades penais de Mato Grosso do Sul promoveram uma série de atividades alusivas à comunidade LGBTQIA+ em situação prisional, em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado no último dia 28.

Na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), por exemplo,  foi realizado um evento especial intitulado “Empoderamento na Diversidade”, na última quinta-feira (27). O objetivo das atividades foi promover acolhimento, disseminar informações, celebrar a diversidade, e contribuir para o bem-estar emocional das pessoas presas. O evento incluiu palestras, dinâmicas, rodas de conversa, apresentações culturais e workshops simultâneos sobre maquiagem, penteados e cuidados com o cabelo, design de sobrancelhas e técnicas de autocuidado e bem-estar.

Essa iniciativa foi coordenada pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) com a participação de vários parceiros, como a Prefeitura Municipal de Dourados através da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas LGBTQIANP+, o SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), o Conselho Tutelar do município, a Comissão dos Direitos Humanos da OAB/Seccional Dourados e a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

O diretor da PED, policial penal Rangel Schveiger, destacou que a ação busca promover um ambiente seguro e acolhedor, com respeito à diversidade e livre de discriminação. “Somente com respeito, podemos construir uma sociedade mais justa e livre de preconceitos”, afirmou.

Cláudia Rosa de Assunpção Pompéu, coordenadora Municipal de Políticas Públicas LGBTQIANP+, ressaltou a importância de preparar os internos para a reintegração na sociedade, mostrando que há alternativas de trabalho para uma vida normal.

Inclusão através do esporte

Já na capital, o Instituto Penal de Campo Grande realizou o 3º Campeonato de Vôlei. Organizado pelo setor psicossocial da unidade em parceria com o Centro Estadual de Cidadania, vinculado à Subsecretaria de Políticas Públicas para a população LGBT+, o evento contou com a participação de 28 custodiados.

O momento esportivo teve como objetivo valorizar a diversidade social, os direitos da população LGBTQIA+ e os benefícios do esporte-lazer na vida das pessoas, independente da condição em que se encontram.

O campeonato foi dirigido pela árbitra Mikaella Lima Lopes, atual presidente da Associação de Travestis e Transexuais do MS e mais dois auxiliares árbitros, que reforçou a importância da luta e direitos da população LGBTQIA+ no sistema carcerário, incentivando o trabalho profissional do vôlei usando a sua própria carreira como exemplo e ressaltou a todos a persistirem em seus sonhos.

Também estiverem presentes a coordenadora do Centro Estadual de Cidadania LGBTQIA+, Gabrielly Antonietta Lima da Silva e a psicóloga Priscila Soares Teruya.

As ações foram coordenadas pela Diretoria de Assistência Penitenciária, por meio da Divisão de Promoção Social.

Tatyane Santinoni, Agepen/MS.